LUX-LUCIS

Quatro quadros.

Homenagem a Caravaggio e Herbert W. Franke.


criação e direção artística Miquel Bernat

obras deKate Neal, Mátyás Wettl, Juliana Hodkinson, David del Puerto, Igor C. Silva

interpretação Pedro Góis, João Miguel Braga Simões, Saulo Giovannini, Miguel Moreira, Miquel Bernat

desenho de som Süse Ribeiro

desenho de luz Emanuel Pereira

Mais do que um fenómeno físico a luz tem, na nossa cultura, uma multiplicidade de conotações: ilustração do estado mental, do saber, da orientação solar, elemento arquitectónico fundamental na modelação do espaço e um elemento pictórico basilar em alguns períodos da história de arte, entre outras.

Sem dúvida a sua importância é imensa, porque a luz é, sobretudo, energia: um dos fundamentos da sociedade actual. Chegando mesmo a considerar-se um dos elementos do conhecimento que nos distingue dos animais irracionais. A expressão “dar à luz” é nascer, é dar Vida!

A visão sendo o sentido envolvido diretamente com a luz, que ao incidir no olho, nosso orgão com mais terminações nervosas, converte as ondas de luz em impulsos elétricos que envia ao cérebro e cujo papel é dominante para a interpretação do mundo pelo ser humano, e por isso considerado a janela do conhecimento. Em conjunto com o ouvido, segundo orgão com mais terminações nervosas, é o que mais zonas diferentes do cérebro incita, se pode afirmar que são os sentidos – a visão e a audição – que mais fortemente nos relacionam com a natureza e com o mundo exterior, e a arte tem também essa qualidade de ligar-nos ao mundo.

Este espetáculo parte e considera a luz como o primeiro elemento criativo moldando a luz como poesia do espaço; o traço de luz é o guia do som e o som é o guia da luz. Cada um destes fenómenos físicos convertidos em arte servirá de guia mútuo numa sinestesia e sinergia contagiante para, assim, melhor compreender e iluminar o nosso entendimento do fenómeno musical acústico. E do mundo.

LUX – LUCIS teve a sua estreia no Teatro Nacional de S. João no dia 4 de Julho de 2019.

PRESS

https://www.publico.pt/2019/07/04/culturaipsilon/noticia/luxlucis-musica-visual-tambem-refugio-poluicao-rodeia-1878634

https://www.noticiasaominuto.com/cultura/1280881/lux-lucis-junta-luz-e-percussao-e-estreia-se-quinta-feira-no-sao-joao

Cartaz de divulgação da estreia de Lux – Lucis.