Manuel Campos

Percussão |

 MANUEL CAMPOS, iniciou a sua formação musical na Escola de Música da Sociedade Filarmónica Vestiariense, no ano de 1982, prosseguindo a sua formação, em Percussão, no Conservatório Nacional de Música de Lisboa e, mais tarde, na Escola Profissional de Música de Espinho, sob a orientação do professor Carlos Voss.

Completou a sua formação na “Hochschule fur Musik Wurzburg “(Alemanha) como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, sendo aluno dos professores Siegfried Fink e Mark Lutz ), e estudos no “Rotterdam´s Conservatorium” (Holanda) com os professores Robert Van Sice e Miguel Bernat, finalizando a especialização em Marimba, obtendo o Diploma de Solista.

Frequentou vários Cursos de Percussão tendo obtido contacto com os percussionistas Graham Jones, M.Ramada, Jan Pustjens, Emmanuel Sejourne, G.Octors, Kroumata Ensemble, Cincinatti Percussion Group, Steven Schick, Keito Abe, Glen Velez, Robyn Schulkowsky, Sylvio Gualda, Evelvyn Glennie, Bob Becker, L.H. Stevens, entre outros..

No plano profissional integrou participou em várias Orquestras Portuguesas, tais como a Orquestra Portuguesa da Juventude, Régie Cooperativa Sinfonia, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Nacional do Porto e foi Chefe de Naipe da Orquestra Nacional de Sopros dos Templários.

Foi professor de Percussão na Escola Profissional de Música de Espinho e realizou cursos de aperfeiçoamento para jovens percussionistas, tanto em Portugal (Caldas da Rainha e Leiria) como em Espanha (Ourense).

Em Portugal participou em vários Festivais de Música: Festival da Primavera (Caldas da Rainha), Festival de Música de Leiria, Festival de Música de Espinho, Encontros de Música Comtemporânea da Fundação Calouste Gulbenkian, entre outros..

Actualmente a sua actividade estende-se à realização e à pedagogia. Faz parte de vários grupos de Música de Câmara, sendo solista, nomeadamente, no “Remix-Ensemble”, tendo realizado concertos em Espanha, Inglaterra e França, sob a direcção de Stefan Asbury e Peter Rundel. Em 2004 gravou um CD duplo com o Remix Ensemble (um CD ao vivo e outro em estúdio) editado pela Numérica.

Como membro fundador do “Drumming-grupo de Percussão”, realizou concertos em Portugal, Espanha, Bélgica, França e Brasil.

De entre as actividades com outros solistas destacam-se as colaborações com os pianistas Pedro Burmester e Fausto Neves e o percussionista Miguel Bernart, integrado num quarteto de dois pianos e percussão. Colaborou ainda em concertos com vários artistas,  dos quais se destacam Henry Bok, Mário Laginha, Maria João, entre outros.

Lecciona a disciplina de Percussão no Orfeão de Música de Leiria e é Professor e Coordenador da Área de Percussão na Escola de Música e das Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto.

No plano académico, terminou o Mestrado em Música na vertente de Instrumento – Percussão, na Universidade de Aveiro em Outubro de 2004. O tema da invertigação  incidiu na Música Teatral para Percussão, na perspectiva de Maurício Kagel.

Share